Pelo Brasileirão, Corinthians empata com o Santos na Neo Química Arena

Agência Corinthians

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
O Corinthians entrou em campo na noite desta quarta-feira (07). Pelo Campeonato Brasileiro da Série A 2020, o Timão teve o Clássico Alvinegro contra o Santos, em partida válida pela 14ª rodada, na Neo Química Arena. Dentro de campo, as equipes ficaram no empate por 1 a 1. Danilo Avelar marcou o gol corinthiano. 

Timão escalado

O técnico Dyego Coelho levou a campo um onze inicial com: Cássio (capitão); Fagner, Gil, Danilo Avelar, Lucas Piton; Gabriel, Roni, Gustavo Mantuan, Luan e Léo Natel; Jô. À disposição no banco de reservas, estavam: Walter, Michel, Ramiro, Cazares, Bruno Méndez, Éderson, Boselli, Gustavo Silva, Camacho, Mateus Vital e Xavier. 

Convocados para atuarem por suas seleções nas Eliminatórias da Copa do Mundo Catar-2022, o venezuelano Rómulo Otero e o colombiano Victor Cantillo não estiveram disponíveis para o jogo.

Bola rolando

O Corinthians iniciou a partida com alguma dificuldade para manter a posse de bola no campo de ataque, e trabalhando mais na defesa. A primeira chance de perigo foi do adversário, que abriu o placar aos dez minutos em cruzamento vindo pela direita da defesa corinthiana, completado por Madson na pequena área. Depois, o Timão se estabilizou e passou a aumentar o tempo com a bola nos pés, enquanto que o time rival se retraiu. 

Com um jogo truncado, a primeira chance de gol corinthiana veio aos 27 minutos com Gustavo Mantuan. O camisa 31 recebeu na intermediária pela esquerda, fez boa triangulação com Luan e chutou, mas a bola bateu na zaga santista e saiu pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Gil subiu e cabeceou, mas o árbitro marcou falta em outro lance.

O Timão seguiu mantendo a posse de bola e pressionando. Assim, teve mais uma chance de gol aos 35 minutos. Com liberdade, Danilo Avelar avançou pela intermediária e chutou forte, mas o goleiro João Paulo defendeu. Dois minutos depois, o próprio camisa 35 teve nova chance: em cobrança de falta na área, Fagner levantou e o zagueiro cabeceou, mas a bola saiu à esquerda do gol. Aos 41 minutos, Roni recebeu com liberdade na meia-direita, girou e chutou, mas a bola mais uma vez bateu na zaga e foi pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Gil subiu e cabeceou, mas a bola saiu sem direção. 

A pressão corinthiana seguiu. E três minutos depois, o Timão chegou ao empate. Em cobrança de escanteio na área, Gil subiu e tentou a cabeçada. Luan Peres desviou e subiu na direção de João Paulo, mas na dividida pelo alto, Danilo Avelar subiu mais que o goleiro e cabeceou para empatar. O árbitro Marcelo de Lima Henrique chegou a solicitar o auxílio do VAR, mas confirmou o gol. Foi este o último lance de perigo da primeira etapa.

Segundo tempo

O Corinthians começou a segunda etapa com três alterações. Dyego Coelho trocou Luan, Léo Natel e Jô por Cazares, Gustavo Silva e Boselli. A primeira chance de gol veio aos nove minutos: Gustavo Silva avançou da direita para o centro na entrada da área, tentou driblar o zagueiro Luiz Felipe e foi atropelado. O árbitro Marcelo de Lima Henrique inicialmente deu a falta, mas depois retirou o lance e deu bola ao chão em favor do Corinthians, que teve que reiniciar a jogada para trás.

O Timão seguiu na pressão para virar o jogo. Aos 15 minutos, Cazares tocou rápido para Fagner na direita em profundidade. O lateral avançou em velocidade e cruzou na área, mas a bola foi forte demais. Na esquerda, Lucas Piton pegou o rebote e chutou de fora da área, mas a bola saiu pela direita do gol. 

Depois do lance, Coelho realizou mais uma alteração no elenco corinthiano: saiu Roni e entrou Camacho. A partida seguiu disputada no meio-campo e sem ocasiões de gol dos dois lados, mas com posse corinthiana, até que aos 30 a última mudança do Coringão foi feita: Gustavo Mantuan deixou o gramado, e Mateus Vital entrou em seu lugar. Dois minutos depois, o camisa 22 fez sua primeira jogada: recebeu de Cazares na meia pela esquerda, entrou na área e chutou rasteiro, e a bola passou à direita do gol de João Paulo.

Aos 37 minutos, uma das chances mais claras de gol do Timão. Cazares virou o lance para Gustavo Silva na direita. O camisa 19 avançou em velocidade e cruzou rasteiro, mas Fagner não conseguiu concluir em gol e a bola passou pela área. Aos 39, Camacho dominou na entrada da área e chutou também rasteiro, e João Paulo defendeu. Aos 46, Vital dominou na entrada da área e chutou forte, para defesa do goleiro. Na cobrança do escanteio, Fagner levantou na área e Boselli cabeceou perto da trave direita. Foi a última chance de gol do jogo, que terminou em 1 a 1.

Próximo jogo

O Corinthians voltará a entrar em campo neste domingo, fora de casa. Às 20h30, o Alvinegro encara o Ceará pela 15ª rodada do Brasileirão. Para este jogo, Otero e Cantillo seguem com as suas seleções e estarão, portanto, indisponíveis para o confronto.