#TimeDeRecordes – Timão vence o São Paulo na Arena Corinthians e é campeão paulista de futebol feminino 2019

Agência Corinthians

Foto: Rodrigo Coca

Neste sábado (16), o Corinthians sagrou-se campeão paulista de futebol feminino. Na Arena Corinthians, com grande presença da Fiel Torcida, o Alvinegro derrotou novamente o São Paulo, dessa vez por 3 a 0 (gols de Victoria Albuquerque, Juliete e Millene), e conquistou o troféu – inédito na modalidade – do torneio.

Com a vitória, o Alvinegro também confirmou a conquista da competição de forma invicta. Foram 20 vitórias nos 20 jogos da competição, com 67 gols marcados e apenas 7 sofridos. O público, de 28.609 torcedores, também foi o novo recorde de público do futebol feminino no País – para coroar ainda mais o dia histórico em Itaquera.

O jogo - primeiro tempo

O Corinthians, de Arthur Elias, iniciou o Majestoso com Tainá Borges, Érika, Pardal, Katiuscia e Juliete; Grazi, Gabi Zanotti, Tamires e Victoria Albuquerque; Giovanna Crivelari e Millene. No banco, à disposição do treinador, estavam Lelê, Paty, Taty Amaro, Giovanna, Mimi, Ingryd, Paulinha, Suellen, Cacau e Maiara. 

O Timão começou a partida de forma avassaladora. Logo aos quatro minutos, o Alvinegro abriu o placar com um golaço de Victoria Albuquerque. Após bola esticada e desviada de cabeça por Giovanna Crivelari, a camisa 17 ganhou de Natane e bateu de cobertura, superando a goleira tricolor.


Victoria Albuquerque comemora o primeiro gol da final. Foto: Bruno Teixeira

Três minutos depois, Tamires lançou Victoria Albuquerque, que driblou a goleira Carla e finalizou, mas a lateral do São Paulo afastou, em cima da linha, evitando o segundo gol corinthiano. 

Aos onze minutos, Crivelari recebeu bom passe na direita e bateu na saída de Carla, que tocou na bola. No rebote, a corinthiana marcou o gol, mas a arbitragem assinalou impedimento na origem do lance, invalidando o tento alvinegro.

Na sequência, Victoria Albuquerque cobrou falta na área, Pardal cabeceou e a bola passou à esquerda do gol são paulino. Aos 16, o Timão teve mais uma oportunidade, em finalização de Gabi Zanotti espalmada pela goleira do São Paulo.   

A equipe visitante equilibrou um pouco o jogo, após a parada técnica para hidratação das atletas, mas o primeiro terminou com a vantagem alvinegra.

Segundo tempo

A segunda etapa começou da mesma forma que a primeira, com gol do Coringão nos primeiros minutos. Aproveitando erro do ataque adversário, o Alvinegro puxou contra-ataque com Millene, que carregou para o meio e entregou pra Juliete bater, de primeira, e ampliar o placar na Arena Corinthians.


Foto: Bruno Teixeira

No embalo da Fiel, o Corinthians chegou de novo, aos seis minutos, em chute cruzado de Giovanna Crivelari, desviado pela goleira Carla. Aos 16, Paulinha entrou no lugar de Crivelari. Em seguida, Millene tabelou e recebeu na área, batendo colocado, mas a bola saiu à esquerda do gol.  O Timão seguiu pressionando e, no minuto seguinte, Millene arriscou de novo, de fora da área.

Após a entrada de Lelê no lugar de Tainá Borges, machucada, Millene recebeu bom passe de Victoria Albuquerque e chutou, a bola desviou na zaga e foi para o gol. O terceiro do Timão na decisão, para sacramentar o primeiro título paulista do futebol feminino alvinegro.

Antes do fim, saíram Grazi, Victoria Albuquerque, Tamires e Millene, para entradas de Cacau, Ingryd, Maiara e Suellen.  Nas arquibancadas, a Fiel Torcida gritava “É Campeão!”. Com 28.609 torcedores, novo recorde de público do futebol feminino no País, o Alvinegro confirmava a taça.